Bruno Rocha
19/05/2024 às 14:01

Anuidade grátis e acessos ilimitados a salas VIP: por que a “farra” não deve durar muito tempo?

O lançamento do cartão Black da Genial Investimentos agitou o mundo dos cartões de crédito na semana passada.

Não é para menos: anuidade grátis e acessos ilimitados a salas VIP pelo LoungeKey, além das vantagens da bandeira Mastercard Black e cashback… um prato cheio de benefícios para quem está a procura de um novo cartão – e visto pela repercussão, a estratégia para atrair clientes foi certeira!

Mas uma coisa é fato: essa “farra” não deve durar muito tempo! E antes que digam que estou sendo pessimista, eu vou explicar – ou pelo menos tentar.

Acessos a salas VIP custam dinheiro para os bancos, e todos sabemos que banco – ou corretora de investimentos, como no caso da Genial – não gosta muito de perder dinheiro, não é verdade?

Ou seja, você ter acessos ilimitados no seu cartão é quase como um cheque em branco para gastar, sendo que esse gasto será pago pelo banco. A conta não fecha!

Custo dos acessos para os bancos

Acessar uma sala VIP não tem um custo apenas para os clientes. O mesmo valor indicado para acessar um lounge – ou usar um benefício alternativo, como a parceria com restaurantes – é cobrado do banco.

Os valores dos acessos partem de US$ 28 e podem chegar a US$ 49 (R$ 143 ou R$ 251, respectivamente). Enquanto isso, os bancos ficam com 1,5% a 2% das transações feitas com o cartão, devido à “tarifa de intercâmbio”.

Vamos a uma conta rápida: sem cobrar anuidade, o banco precisaria que o cliente gastasse pelo menos R$ 14.300 no cartão apenas para custear dois acessos a salas VIP, quantidade oferecida por boa parte dos cartões Black ou Infinite do mercado. Isso sem considerar outros gastos que o banco tem pelo uso do cartão.

Agora refaça essa conta imaginando acessos ilimitados… Difícil ver algum sentido, né?

Uso indiscriminado do benefício

Ter acessos ilimitados significa usar o quanto quiser, certo? Algumas pessoas aproveitam para acessar três, quatro, cinco (!!) salas VIP diferentes em uma única viagem. Isso sem contar possíveis convidados, cartões adicionais, etc.

E não há nada de ilegal nisso! Afinal, o banco está oferecendo esse benefício, e você pode usar como preferir.

Mas também é o banco quem vai pagar essa conta, e é um valor que pode ficar bem “salgado”… E lembra o que falei um pouco mais acima? Banco não gosta de perder dinheiro… no fim das contas, quem acaba pagando são os próprios clientes, com restrição e/ou redução dos acessos a salas VIP.

Como o cartão Genial Mastercard Black consegue oferecer isso?

Nitidamente trata-se de uma estratégia para atrair clientes. A Genial exige um valor relativamente baixo em investimentos (a partir de R$ 50 mil) para possibilitar a solicitação do cartão Black.

Com isso, a corretora terá um retorno financeiro pela gestão desses valores aplicados, mas nós sabemos que quem tem acessos ilimitados a salas VIP vai usar – e muito! – o benefício, e aí fica difícil acreditar que esse retorno será suficiente para bancar isso.

Sim, também há o valor usado no cartão para ajudar na conta, mas se ele não cobra anuidade e oferece apenas 1% de cashback, dá para acreditar que não será o principal cartão de quem fizer a solicitação, né? Ou seja, além de tudo, o cartão Genial Black ainda tende a ser pouco utilizado.

Portanto, essa conta deve acabar sempre no negativo para a corretora (que não gosta de perder dinheiro, lembra?).

Movimento inverso: concorrentes limitam os acessos a salas VIP

Outro motivo que indica que essa vantagem toda não deve durar muito tempo: os bancos estão restringindo cada vez mais os acessos a salas VIP!

Cartões que são grandes concorrentes do novo Genial Black estão fazendo o movimento inverso. A XP, que antes oferecia o benefício pelo simples fato de o cartão estar ativo, além de um alto número de adicionais gratuitos, informou que só poderá usar os 2 ou 4 acessos grátis anuais quem tiver pelo menos R$ 3 mil gastos na fatura do mês anterior.

No últimos meses, tivemos muitas outras mudanças nesse tipo de benefício: o C6 limitou os 4 acessos pelo LoungeKey por conta (antes era por cartão), e os cartões Elo Diners do BB, Bradesco e da Caixa tiveram uma redução significativa no número de acessos: de ilimitados a apenas 4 por cartão (isso em questão de poucos meses!).

Tem ainda o famoso caso dos cartões do Inter, lançados na época com a mesma estratégia da Genial: acessos ilimitados e certa facilidade para solicitação. Resultado? Limitação e redução no número de acessos.

XP limitou uso de acessos a salas VIP apenas para quem gastar pelo menos R$ 3 mil

É um pouco estranho todos os bancos estarem indo em uma direção e apenas um no sentido contrário, não?

O outro lado: salas VIP continuam sendo lançadas

O negócio de salas VIP é lucrativo! O mercado já entendeu isso e segue super aquecido. Novas salas são lançadas a todo momento.

O grupo W Premium, por exemplo, que começou a operar faz pouco tempo no Brasil, já conta com 14 espaços inaugurados, e esse número deve chegar a pelo menos 16 até o fim do ano.

Acesso a salas VIP é um dos benefícios mais procurados pelos clientes na hora de escolher um cartão de crédito – e também um dos mais utilizados. Portanto, a demanda tende a continuar crescendo, o que também deve impulsionar o lançamento de mais salas em um futuro próximo.

Conclusão

Sem dúvidas o cartão Genial Black é uma ótima pedida para ter na carteira, com o grande atrativo dos acessos ilimitados e gratuitos a salas VIP.

Além disso, não tenho nenhum motivo para defender bancos e corretoras de investimentos, que faturam bilhões por ano.

Porém, o principal benefício do cartão já é lançado com data de validade. A Genial pode segurar esse repasse por algum tempo, mas é improvável que permaneça assim indefinidamente.

Como já disse aqui neste post, a estratégia foi certeira, e o momento ainda não podia ser melhor, já que o cartão foi lançado na mesma época em que a XP restringiu ainda mais o uso dos acessos pelos cartões do banco. O movimento deve ser de uma considerável migração de investimentos da XP para a Genial a fim de ter o novo cartão.

Por isso, minha sugestão para você que tem interesse em pedir o cartão Black da Genial: peça e aproveite o quanto antes. A “farra” não deve durar muito tempo!

VEJA TAMBÉM:

*Agradecimento especial ao meu colega Leonardo Cassol, que colaborou muito com a elaboração deste post. 

app melhores cartões Baixe grátis o nosso app

Seja notificado imediatamente sempre que surgir uma nova promoção

ícone newsletter E-mail diário com promoções

Receba no fim do dia um resumo com as melhores ofertas do dia, as principais notícias e dicas para economizar

ícone newsletter Comunidade grátis no Telegram

Receba as promoções sempre que forem publicadas no site e participe da nossa comunidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *