Bruno Rocha
13/10/2023 às 7:00

Como funciona a aprovação do cartão de crédito?

O cartão de crédito já faz parte da vida de muita gente. Atualmente, é muito mais simples ter um cartão aprovado, principalmente com o avanço dos bancos digitais. Mas você sabe como funciona a aprovação de um cartão de crédito?

A análise de crédito por parte das instituições financeiras leva em conta muitos fatores, e ter renda comprovada ou um bom score nem sempre garante a aprovação de um cartão.

Quem busca cartões com mais benefícios e acúmulo de pontos, por exemplo, às vezes precisa atender a outros requisitos para ter acesso a eles. Neste post explico um pouco de como é esse processo para conseguir um cartão de crédito.

O que é cartão de crédito?

De maneira bem resumida, o cartão de crédito nada mais é do que uma linha de crédito liberada por um banco ao cliente. Ao pagar com o cartão, a instituição faz o pagamento dessa conta, como um crédito ao titular, que depois deve pagar suas compras na fatura.

É como se tudo que você comprasse usando o cartão fosse reunido em uma única conta, que deve ser paga após o fechamento da fatura. E por se tratar de um crédito, se essa fatura não for quitada integralmente, o cliente deve arcar com uma taxa de juros e multas pré-estabelecidas em contrato.

Como funciona a aprovação do cartão de crédito?

O passo inicial é preencher uma proposta para análise do banco emissor do cartão, que é mais complexa do que parece. Dois pontos são primordiais nesse processo: ter renda comprovada e estar livre de possíveis pendências financeiras (nome “limpo” ou “sujo”).

A primeira funciona como uma garantia à instituição que você terá condições financeiras para arcar com sua despesa de crédito, e a segunda mostrará para esse banco se você é uma pessoa responsável, que paga suas contas em dia.

Porém, só isso pode não ser o bastante. Não são raros os casos de pessoas que enviam o comprovante de renda e têm o nome limpo que não conseguem ter um cartão aprovado.

Nesse caso, é possível que haja alguma restrição específica naquele banco, por conta de alguma pendência do passado ou até mesmo por um acordo para quitar uma dívida vencida. Outra possibilidade é a falta de um relacionamento de crédito com a instituição, tornando mais difícil a análise do seu perfil.

Caso o banco entenda que você atende aos requisitos e que é seguro conceder crédito, o cartão físico será enviado para o endereço cadastrados. Em alguns bancos, como o Santander, por exemplo, o cartão virtual é liberado para uso logo após a aprovação.

Cartão virtual do Santander é liberado para uso logo após a aprovação

LEIA TAMBÉM:

Ter um bom score garante a aprovação do cartão de crédito?

Não necessariamente. O score do Serasa é apenas um dos pontos analisados pelo banco quando você solicita um cartão de crédito. Essa pontuação mostra à instituição uma fotografia do seu momento e histórico financeiro, mas se sua renda não for compatível com aquele cartão que você está solicitando, por exemplo, o banco pode negar seu pedido.

Outro ponto que pode impedir a aprovação é já ter tido algum compromisso não honrado com aquele banco. Assim, ele sabe que há um risco maior de aprovar o crédito, já que, em algum momento do passado, você não conseguiu cumprir com aquilo que contratou.

Existe cartão de crédito fácil de aprovar?

Sim! Com mais bancos disputando o mercado, é natural que alguns ofereçam mais facilidade no acesso ao crédito. As instituições digitais costumam ter um cartão fácil de aprovar, já que há um interesse que você utilize o serviço delas.

Atualmente, há até mesmo casos em que o banco garante a aprovação do cartão na solicitação. Em troca do dinheiro aplicado com a instituição, que acaba servindo como uma garantia de que você tem condição de pagar suas faturas, ele libera um cartão de crédito para você utilizar.

Inter permite que dinheiro aplicado no banco seja convertido como limite para o cartão de crédito

Porém, mesmo sendo um cartão fácil de ser aprovado, todo banco faz a própria análise de crédito e pode, sim, negar um cartão de crédito se entender que há mais risco do que benefício ao liberar esse produto.

Como aumentar as chances de ter um cartão de crédito aprovado?

O ideal é melhorar o seu cenário no momento da análise de crédito. Para fazer isso, mantenha suas contas em dia e tenha uma renda sólida para comprovar. Outra dica importante é criar um histórico de crédito.

Ainda que não consiga aquele cartão desejado, comece com um mais básico e utilize no seu dia a dia. Depois, pague integralmente a fatura sempre até o vencimento.

Com o passar dos meses, o banco identificará que você tem um perfil de bom pagador, facilitando o acesso a cartões mais exclusivos e com mais benefícios, muitas vezes até com ofertas de anuidade grátis ou pontuação bonificada pela adesão.

Um cartão mais básico pode ser um bom primeiro passo na busca por outro com mais benefícios

Então, se você é daqueles que tem uma boa renda e nome “limpo”, mas só paga no débito, esse pode ser um ponto jogando contra o seu cartão de crédito dos sonhos.

No meu caso, por exemplo: hoje tenho cartões Black e Infinite, mas comecei lá atrás com um cartão universitário e um Ourocard Mastercard que nem internacional era! Mas ir usando esses cartões me garantiram um bom histórico de crédito, possibilitando que, atualmente, eu consiga os cartões que possuo.

Além disso, lembre-se de que um cartão de crédito é uma linha de… CRÉDITO! Ou seja, se você tem empréstimos ou financiamentos em seu nome, ainda que pagos em dia, os bancos podem entender que oferecer um cartão pode limitar a sua capacidade de honrar todos esses compromissos financeiros ao mesmo tempo. Esse mesmo pensamento vale para quem tem vários cartões ativos. Embora nenhum dos dois casos seja exatamente uma regra, podem ser determinantes na negativa da sua solicitação.

Cartão de crédito para quem acabou de limpar o nome é possível?

Sim, você pode conseguir um cartão logo após sair da lista de negativados, mas se isso for muito recente, o banco pode entender como um sinal de alerta e negar um pedido inicial.

Nesse caso, o ideal é manter o nome limpo e, se possível, criar uma relação com o banco que deseja pedir o cartão. Comece movimentando a conta-corrente, inclua contas em débito automático e faça aplicações, se tiver.

Com o tempo, essa instituição vai ver que os dias de “nome sujo” ficaram para trás e que você já tem condições de ter acesso a linhas de crédito.


E aí, sabia que tudo isso era analisado ao pedir um cartão? E se você trabalha em banco ou em alguma instituição que faça análise de crédito, compartilhe outras dicas que puder com a gente aqui nos comentários!

app melhores cartões Baixe grátis o nosso app

Seja notificado imediatamente sempre que surgir uma nova promoção

ícone newsletter E-mail diário com promoções

Receba no fim do dia um resumo com as melhores ofertas do dia, as principais notícias e dicas para economizar

ícone newsletter Comunidade grátis no Telegram

Receba as promoções sempre que forem publicadas no site e participe da nossa comunidade