Bruno Rocha
07/05/2023 às 7:00

CEO da W Premium fala sobre parceria com C6 e novas salas VIP no Brasil

A W Premium Group está ampliando sua participação no mercado de salas VIP no Brasil, e desde o lançamento do seu primeiro espaço, em Outubro de 2020, no Aeroporto de Londrina (LDB), são 9 salas em operação, e até o fim do ano serão 14.

Para falar sobre esse momento da empresa no país, o Melhores Cartões teve a oportunidade de fazer uma entrevista exclusiva com Italo Russo, CEO e fundador da W Premium Group.

Durante o papo de quase uma hora, Italo esclareceu a parceria direta com o C6 Bank e outros bancos, lançamentos da empresa em aeroportos do Brasil (incluindo previsão de funcionamento), dificuldades e até uma informação em primeira mão sobre a ampliação de três salas VIP da W Premium que já estão em operação, publicada aqui no Melhores Cartões.

Entrada de um dos lounges da W Premium Group, no Terminal 1 do Aeroporto de Guarulhos (GRU) – Foto: Bruno Rocha

Confira os principais pontos da entrevista abaixo ou role a página para ler o assunto do seu interesse. 😉

Parceria W Premium e C6 Bank

De acordo com o CEO, a parceria direta da W Premium com o C6 Bank permite que o banco tenha muito mais facilidade e flexibilidade para ações dentro desses espaços, como um acordo comercial, assim como já existe com o banco Inter e o Sisprime, mas que isso não quer dizer que há alguma sala exclusiva para os clientes C6.

A confusão em torno da parceria se deu porque alguns sites e até mesmo o jornal Estadão noticiaram que tratava-se de uma sala VIP exclusiva para os clientes do C6, o que foi desmentido por Italo Russo.

O benefício mais valorizado pelos clientes dos cartões são as salas VIP. Temos 14 salas no Brasil, isso é atrativo para os bancos. Esse tipo de relação comercial só é possível com a parceria direta. Se o C6 quer anunciar algum novo cartão ou benefício nas salas, conseguimos atender isso com rapidez, mas isso não significa que ali é uma sala VIP do C6 Bank, isso não existe. O acordo permite que os clientes tenham acesso a todas as nossas salas, mas a cobrança ou não depende do banco. Então se você tem 4 acessos, e já usou esses 4, pode ser cobrado em US$ 32, mas não temos como controlar isso, não temos acesso a essas informações“, explicou Italo.

Agora, os clientes podem acessar a sala com o cartão (C6 Carbon) diretamente com a gente, sem precisar do LoungeKey, mas o número de acessos permanece o mesmo“.

W Premium Lounge no Terminal 3 (GRU); Clientes C6 têm acesso ao mezanino dentro da sala

Vale lembrar que, com a parceria, os clientes C6 têm acesso ao mezanino da sala do Terminal 3 do Aeroporto de Guarulhos (GRU), que oferece atendimento diferenciado, concierge e menu a la carte.

Novas salas VIP W Premium

Esta semana, a W Premium anunciou a construção de mais três salas VIP no país, que somadas às duas do Recife divulgadas na semana anterior, somam 5 lançamentos ainda para este ano.

Os novos espaços ficarão nos aeroportos de Ribeirão Preto, no Terminal 3 do Aeroporto de Guarulhos – São Paulo, no Aeroporto de Palmas/TO e as duas no Aeroporto do Recife: uma no terminal doméstico e outra no futuro terminal internacional, ainda em construção.

Queremos ter as salas de Ribeirão Preto, Guarulhos e Recife doméstica prontas para atender a demanda das férias de julho. A de Palmas deve ficar pronta no início de agosto, e por último devemos ter a do Recife internacional, pois dependemos da finalização das obras e liberação do espaço, mas assim que liberarem, vamos correr para entregar de olho no outro período da alta temporada, que são as férias do final do ano“.

As novidades não devem ficar por aí, e a W Premium deve continuar expandindo a atuação no país. Italo confirmou que está em negociações para a construção de novas salas, mas não adiantou nenhuma futura novidade.

Ampliação das salas de Cuiabá, Goiânia e Londrina

Foi com exclusividade para o Melhores Cartões que Italo confirmou que as salas VIP dos aeroportos de Cuiabá, Goiânia e Londrina serão ampliadas, oferecendo mais espaço e conforto para os passageiros.

Devemos triplicar a sala de Cuiabá e a de Goiânia deve ser o dobro do que é hoje. Isso já está fechado, definido com os aeroportos. Essas obras devem ser feitas ainda este ano“.

Sala de Goiânia será uma das ampliadas ainda em 2023 – Imagem: Divulgação/W Premium

Salas VIP antes e depois da pandemia

Outro assunto abordado com Italo durante a entrevista foi a relação da pandemia com as salas VIP, e ele reconheceu que o serviço passou a ser muito mais valorizado após as restrições impostas pelos cuidados com a Covid-19.

A nossa primeira sala no Brasil foi aberta durante a pandemia, em outubro de 2020, em Londrina, então não tenho como fazer um antes e depois. Abrimos salas que antes da pandemia nem existiam, em aeroportos que nem tinham salas VIP, mas o setor saiu muito mais reforçado (após o fim das restrições). Os passageiros queriam se sentir mais seguros, com menos aglomeração de pessoas, em uma área mais tranquila, e a sala VIP oferece isso para eles. A demanda cresceu muito, e isso é bem positivo para nós“.

Dificuldades no Brasil

Para os passageiros, quanto mais salas VIP, melhor, mas nem sempre é possível construir novos lounges. Segundo Italo, isso acontece por um problema simples, mas bem difícil de resolver.

A maior dificuldade é a disponibilidade de espaço de áreas comerciais, sem dúvida. Os aeroportos também querem ampliar, mas não têm espaço. Estamos sempre prontos para abrir e ampliar salas, mas muitas vezes a nossa frustração e também do aeroporto é não ter esses espaços. Essa limitação sempre foi o motivo de não abrirmos novas salas ou que não fossem do jeito que queríamos inicialmente. Queria ter uma sala de 1.500 metros quadrados em Guarulhos, mas não deu. Abriremos uma segunda sala porque não dava para ampliar a que já temos. Essa nova sala ficará próxima às da Mastercard e da Visa e ao Duty Free“.

Modelo grab-and-go: alternativa para a superlotação?

Uma reclamação muito comum dos usuários de salas VIP é a superlotação. Fila para entrar, pouco espaço para descansar, comida acabando… Basta acompanhar os grupos e redes sociais para ver os desabafos e a criação de apelidos “carinhosos”, como FILA VIP.

A alternativa encontrada por alguns espaços foi o grab-and-go, que nada mais é do que pegar aquilo que quer consumir e deixar o espaço. Essa forma de atendimento já é praticada na sala Mastercard Black, no Aeroporto de Guarulhos, e apesar de ser uma facilidade, não é muito bem vista pelo CEO da W Premium.

Nós já oferecemos algo que o passageiro possa levar quando tem pouco tempo para embarcar, temos até pacotes para isso. Não é o que preferimos, eles também não, mas conseguimos atender esses passageiros de alguma maneira. Entendo que o ideal seria ampliar as salas, oferecer o mesmo serviço para todos desfrutarem da experiência dentro das salas, de ter um lugar confortável, comer sentado a uma mesa, e não precisar levar as coisas dali“.

Qual o motivo da “interiorização” das salas VIP?

O W Premium Group tem chamado atenção por atender aeroportos menores, chamados de regionais, causando uma “interiorização” das salas VIP no Brasil, tanto que o primeiro espaço da companhia por aqui foi em Londrina/PR, e o próximo lançamento deve ser em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo.

A gente estuda o perfil do passageiro e de crescimento dos aeroportos. Seja regional ou seja de grande movimento, o cliente que pode e gosta de acessar, não precisa estar no Rio de Janeiro ou em Guarulhos. Muitos desses passageiros  moram nessas regiões (onde atuamos). Eles têm o acesso, o benefício, mas não tinham a sala. As salas são adaptadas ao local e ao perfil, e queremos isso para todos os clientes, na maioria das cidades que seja possível. Ribeirão e Uberlândia, por exemplo, são casos assim“, detalhou Italo.

Sala VIP de Uberlândia foi o último lançamento da W Premium no Brasil – Imagem: Divulgação/W Premium

Meta e expectativa para o mercado no Brasil

Mesmo com os lançamentos previstos e negociações em andamento, a W Premium não deve parar por aí, e a meta é ambiciosa!

Queremos estar na maioria dos aeroportos, continuar sendo a maior rede de salas VIP do Brasil“, respondeu o CEO.

A visão de Italo obviamente é embasada em muita informação e observação do próprio negócio, e ele sabe que o momento é bom.

Quando abrimos salas novas, as pessoas perguntam com quais cartões podem acessar. Elas não têm conhecimento do benefício. O mercado brasileiro (para salas VIP) está em alta, com muito potencial. É um país grande, as pessoas usam muito o avião para se locomover por conta disso, mas ainda é uma porcentagem muito pequena da população que viaja. A gente acredita que uma parte dessas pessoas vai começar a viajar e vai impactar no crescimento do mercado de lounges“.

CONFIRA TAMBÉM:

app melhores cartões Baixe grátis o nosso app

Seja notificado imediatamente sempre que surgir uma nova promoção

ícone newsletter E-mail diário com promoções

Receba no fim do dia um resumo com as melhores ofertas do dia, as principais notícias e dicas para economizar

ícone newsletter Comunidade grátis no Telegram

Receba as promoções sempre que forem publicadas no site e participe da nossa comunidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *