Orseni Pequeno
17/12/2022 às 17:21

Golpes do cartão de crédito: como identificar fraudes e se proteger

Se você nunca foi vítima de algum dos muitos golpes do cartão de crédito, provavelmente conhece alguém que já caiu em armadilhas preparadas por golpistas. Infelizmente, as tentativas de fraudes são crescentes e acompanham o avanço no uso do cartão de crédito.

De acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Cartão de Crédito e Serviços (Abecs), o número de operações e o valor transacionado com cartões de crédito no Brasil, que já eram crescentes antes da pandemia, atingiram patamares históricos em 2021, alcançando 14,7 bilhões de transações que movimentaram R$1,6 trilhão, números que devem ser superados ao final de 2022

Boa parte desse crescimento vem do varejo digital, que observou a entrada de novos consumidores nos últimos anos, muitos deles com pouca experiência em compras online, mas que precisaram migrar para a internet para superar as dificuldades impostas pela pandemia.

Golpes do cartão de crédito atingem novos consumidores do e-commerce.Com o aumento do número de compradores no e-commerce, cresceram também as tentativas de golpes no cartão de crédito, que continuam a existir nos estabelecimentos físicos, mas encontram maior facilidade e alcance no meio digital.

Segundo relatório da ClearSale, foram 6,1 milhões de tentativas de fraude em 2021, 74% a mais que em 2020. Os números podem assustar, mas a boa notícia é que existem meios para se proteger dos golpistas. Uma boa estratégia é entender como funcionam os golpes para saber identificá-los quando preciso.

Principais golpes do cartão de crédito

Talvez você já conheça alguns dos golpes praticados por criminosos para roubar dados do cartão de crédito, mas será que está preparado para todas as situações?

Conheça os principais golpes praticados pelos criminosos e saiba como se proteger.

Phishing

Esse é um golpe muito comum no ambiente virtual, aplicado quase sempre através e-mails, páginas em redes sociais e sites, todos falsos, claro. Os golpistas tentam copiar os canais oficiais de diversas empresas e atraem suas vítimas com informações mentirosas, buscando pescar (daí o termo “phishing”) dados do cartão de crédito.

Como se proteger? Se você recebeu um e-mail do seu banco solicitando dados ou viu algum anúncio em rede social com uma ótima oportunidade, evite clicar nos links existentes nas mensagens, acesse o site ou aplicativo do seu banco e tente confirmar as informações. Não encontrou nada? Entre em contato com a central de atendimento. Da mesma maneira, se você encontrou nas redes sociais ou em algum site uma mega oportunidade, produtos com preços surreais, desconfie sempre, ainda que pareça uma loja segura. Faça sempre o acesso através de canais oficiais.

Vishing

Também conhecido como golpe da falsa central, o vishing é uma variação do phishing, na qual o golpista entra em contato por telefone e se passa por funcionário da empresa emissora do cartão para oferecer produtos e serviços ou confirmar informações.

Em muitos casos, de posse de alguns dados pessoais da vítima, os golpistas se apresentam de forma muito convincente, transmitindo uma falsa sensação de segurança, para, ao final, tentar coletar os dados do cartão de crédito.

Como se proteger? Não finalize qualquer tratativa durante a ligação e, principalmente, não informe dados do cartão de crédito. Encerre a ligação e entre em contato com a instituição financeira através dos canais oficiais para confirmar se a oferta que você recebeu é realmente válida, priorizando o acerto, se for o caso, no mesmo atendimento.

Golpes do cartão de crédito podem utilizar contatos telefônicos para roubar dados.

Smishing

Nessa outra variação do phishing, o golpe é aplicado através de SMS ou mensagens de Whatsapp. Geralmente, as mensagens apresentam oportunidades imperdíveis ou oferecem crédito, solicitando que você acesse um site para aproveitar a oferta. O link, obviamente, é malicioso e é a partir dele que os criminosos tentarão roubar os dados do seu cartão de crédito.

Como se proteger? Como nos dois golpes anteriores, a orientação aqui também é evitar acessar qualquer link apresentado pelo Whatsapp ou SMS e entrar em contato com a instituição financeira para confirmar as informações.

Golpe remoção de anjo

A remoção de anjo é, na verdade, um adicional aos golpes que roubam dados dos cartões de crédito, afinal, nessa modalidade, os golpistas já estão de posse dos seus dados, obtidos por diferentes meios.

A ideia é fazer com que a vítima demore a se dar conta do golpe. Para tanto, como já possuem os dados, os golpistas acessam o aplicativo do banco e desativam as notificações que informam, entre outras coisas, sobre compras realizadas. Sem esse “anjo” para notificar sobre as despesas, os golpistas realizam várias compras até que a vítima possa perceber o golpe.

Como se proteger? Evite informar dados pessoais em locais que não sejam seguros. E não estamos falando apenas de links maliciosos ou sites falsos, como mencionados nos golpes anteriores, é preciso evitar também o envio dos dados em aplicativos de mensagens e redes sociais, bem como a anotação em espaços de fácil acesso, como blocos de notas físicos ou virtuais.

Golpe do delivery

Existem algumas modalidades já identificadas do golpe do delivery, sendo 3 as mais comuns:

  1. Pagamento na entrega – o golpista utiliza uma máquina com visor danificado e registra um valor maior para a compra;
  2. Pagamento pelo aplicativo – mesmo com tudo acertado pelo app, o golpista cria um discurso convincente no momento da entrega, como um erro de processamento na compra, para justificar nova cobrança;
  3. Ligação do estabelecimento – em um contato falso, se identificado como funcionário do local no qual a compra foi realizada, o golpista informa a necessidade de um pagamento extra, alegando, por exemplo, que o valor de um dos itens do pedido estava errado. São solicitados os dados do cartão para a cobrança do tal valor extra.

Como se proteger? O ideal é ficar de olho na maquininha e conferir não apenas o valor informado, mas também se a tela para digitação da senha está correta. Caso o visor esteja danificado, entre em contato com o estabelecimento e peça para pagar via PIX ou solicite o envio de outra maquininha. Se optar por fazer o pagamento mesmo sem as informações no visor, é bom conferir o app do seu cartão para confirmar se o valor pago foi o certo. Além disso, desconfie de ligações estranhas e nunca informe os dados do cartão por telefone ou aplicativos. Restando dúvidas, entre em contato com o aplicativo de delivery ou diretamente com o estabelecimento antes de concluir o pagamento.

Golpe da troca do cartão de crédito

Esse é outro golpe que apresenta alguns variações, mas que, de forma geral, depende sempre de uma distração da vítima para que o golpista consiga realizar a troca do cartão original por um similar. Nesse golpe, antes da troca, o golpista consegue a senha do cartão observando a digitação ou pedindo que a vítima digite a senha no campo em que deveria ser inserido o valor da compra, revelando a senha no visor da máquina. Trata-se de um golpe comum em lojas físicas e também em transações em caixas eletrônicos, quando algum desconhecido oferece ajuda.

Como se proteger? Durante as compras, fique sempre de olho no seu cartão, principalmente se entregar ao vendedor durante o pagamento. Ao receber de volta , verifique se é mesmo o seu (se possível, diferencie seu cartão com um adesivo). Evite que outras pessoas vejam sua senha enquanto digita e certifique-se de estar inserindo o código no campo apropriado. Caso esteja em um caixa eletrônico e precise de ajuda, procure um funcionário do banco, dispense o auxílio de desconhecidos.

Golpe do valor errado na maquininha

Esse é um golpe simples e consiste em inserir um número parecido visualmente com o valor original, passando uma compra de R$ 10, por exemplo, com valor de R$ 100. Você pode até imaginar que é impossível alguém cair nesse golpe, mas se o proprietário do cartão não observar a tela da máquina, sobretudo se realizar o pagamento utilizando a tecnologia de aproximação do cartão, a chance do golpe funcionar é alta.

Como se proteger? Nesse caso, a dica principal é estar atento no momento do pagamento e se certificar de que o valor digitado na maquininha não está errado. Pedir o comprovante do pagamento também pode ajudar a identificar rapidamente o golpe. Sempre responda: “Sim, eu quero a minha via!”

Golpe do falso motoboy

Aqui já temos um golpe mais elaborado. Tudo começa com um contato telefônico, no qual os criminosos se apresentam como representantes do banco e informam a vítima sobre uma suposta falha de segurança no cartão, apontando a necessidade de substituição do produto.

Com a desculpa de ser preciso validar algum procedimento, os golpistas pedem que a senha do cartão seja digitada. Em seguida, já com a senha, informam que um motoboy vai até o endereço da vítima para recolher o cartão com problemas.

Para evitar suspeitas, os criminosos podem até solicitar que o cartão seja cortado em duas partes, o que pode parecer um recurso de segurança para a vítima, mas não muda nada, já que os golpistas conseguem recuperar o chip e utilizar em novos cartões.

Como se proteger? Mais uma vez, desconfie, encerre a ligação sem informar seus dados e entre em contato com a central de atendimento do cartão para confirmar as informações.

Golpes do cartão de crédito podem ser realizados de maneira remota.

Golpe da compra duplicada

A compra duplicada costumava ser um golpe executado pela pessoa responsável por manusear a maquininha, que informa um suposto erro na compra e solicita que a vítima digite novamente a senha. No entanto, apesar de ainda ocorrer dessa maneira, o golpe evoluiu graças ao Prilex, um vírus brasileiro que permite que golpistas roubem os dados da compra de forma remota, gerando um erro na maquininha e forçando a vítima a realizar novamente a operação, registrando duas compras de mesmo valor na fatura.

No caso do Prilex, nem a vítima, nem o operador da maquininha têm ciência do golpe.

Como se proteger? A melhor maneira é ficar atento aos lançamentos na fatura do cartão, sobretudo quando precisar repetir um pagamento.

Golpe do extravio do cartão de crédito

O golpe é iniciado com o furto do cartão durante o processo de entrega. Com o produto em mãos, os criminosos entram em contato com a vítima se passando por funcionários do banco emissor e informam que houve um problema na entrega que só poderá ser corrigido após o desbloqueio do cartão de crédito no app ou site do banco. Em alguns casos, os golpistas solicitam a senha do cartão como forma de resolver o problema no envio.

Como se proteger? Novamente, nunca informe dados ou senhas de acesso. Se a entrega do seu cartão estiver mesmo demorando, entre em contato com o banco através de um canal oficial.

Outras dicas para se proteger de golpes do cartão de crédito

Deu pra ver que os golpistas atuam de maneiras variadas, né? Por isso, todo cuidado na utilização do cartão ainda é pouco. Já demos boas dicas sobre como você pode evitar um golpe do cartão de crédito, como desconfiar de situações estranhas, não informar dados e senhas em contatos telefônicos ou para pessoas desconhecidas, estar atento ao manuseio do cartão e aos valores digitados nas maquininhas e buscar sempre os canais oficiais das instituições financeiras, mas existem outros cuidados que podem ser tomados.

  • Priorize o uso do cartão de crédito virtual para compras online;
  • Ao descartar um cartão de crédito, corte o chip em pequenos pedaços para inutilizá-lo;
  • Não empreste seu cartão, nem mesmo para pessoas próximas, pois elas podem não ter os mesmos cuidados que você;
  • Evite tirar fotos do seu cartão de crédito, pois podem revelar dados que possibilitam a realização de compras mesmo sem o produto físico;
  • Decore o código de segurança e apague a informação do cartão, isso vai garantir que nenhuma compra seja realizada em caso de perda;
  • Tenha o aplicativo do banco e ative as notificações para acompanhar em tempo real os lançamentos na fatura.

Se mesmo com todos os cuidados você identificou uma operação no seu cartão de crédito que não reconhece, o ideal é entrar em contato com a central de atendimento do seu cartão imediatamente.

Agora que você já consegue identificar os principais golpes do cartão de crédito e sabe como agir para não ser mais uma vítima dos golpistas, é só ficar atento no momento de utilizar o seu cartão.


Para acompanhar dicas, novidades e promoções sobre cartões de crédito, milhas, pontos e cashback, inscreva-se no Telegram do Melhores Cartões e siga o nosso perfil no Instagram @melhorescartoes.

app melhores cartões Baixe grátis o nosso app

Seja notificado imediatamente sempre que surgir uma nova promoção

ícone newsletter E-mail diário com promoções

Receba no fim do dia um resumo com as melhores ofertas do dia, as principais notícias e dicas para economizar

ícone newsletter Comunidade grátis no Telegram

Receba as promoções sempre que forem publicadas no site e participe da nossa comunidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *